Vitralizado

HQ / Matérias

Relish: My Life in the Kitchen

A primeira vez que ouvi falar do trabalho da Lucy Knisley foi quando ela resumiu todos os Harry Potter em oito painéis – até usei a ideia de inspiração pra resumir os sete filmes prévios ao último da série em 50 tuítes em uma matéria pro Estadão, na época do lançamento de As Relíquias da Morte: Parte 2. Daí que o mais recente quadrinho dela fez mó barulho lá fora e ficou no top 10 da Amazon de melhores gibis do primeiro semestre de 2013. Escrevi sobre a hq pra edição de hoje do Paladar, o caderno de gastronomia do Estadão. Saca só:

Memórias e comidas em quadrinhos

Um livro de receitas e memórias gastronômicas já fugiria ao padrão só por comparar o sabor de ostras frescas ao do metal do robô assassino interpretado por Arnold Schwarzenegger em O Exterminador do Futuro (1984). Mas a ousadia de Lucy Knisley foi além da analogia. Seu Relish: My Life in the Kitchen é um gibi.

Lançado em abril pela editora norte-americana First Second (e inédito no Brasil), está na lista de dez melhores quadrinhos do primeiro semestre de 2013 da loja virtual Amazon. É o quarto colocado, atrás apenas de coletâneas dos heróis das editoras Marvel e DC.

Conhecida no meio independente por seus álbuns sobre romances e viagens, Lucy conta em Relish sua formação como artista criada por uma mãe cozinheira e um pai obcecado pela gastronomia. A mãe da autora foi responsável pela seção de queijos da primeira loja da Dean & DeLuca em Nova York, no Soho, mas depois do divórcio levou a filha para viver em uma fazenda. A vida no interior influenciou o culto da autora por ingredientes naturais, sem diminuir a paixão por junkie food. O livro tem uma passagem em que ela conta como um ataque de gansos, logo em sua chegada à fazenda, resultou no prazer pelo consumo de foie gras sem peso na consciência.

Já nas férias, o pai levava Lucy em viagens internacionais com itinerário focado nos melhores restaurantes europeus.

O gibi tem 12 capítulos e, no final de cada um, há receitas que marcaram a vida da autora – a infância, seus passeios e os anos na faculdade de artes de Chicago. São biscoitos, pães, sushis e dicas sobre ingredientes.

O livro foi aclamado pelo jornal inglês The Independent. Para o autor da resenha, Relish é “como se Toast, de Nigel Slater, fosse redesenhado por uma herdeira de Wes Anderson e Lena Dunham”, escreveu em referência ao chef inglês, ao cineasta indie e à musa hipster de Girls.

1 comentário Relish: My Life in the Kitchen

  1. Pingback: O trailer de Something New: Tales From A Makeshift Bride, a nova HQ de Lucy Knisley | Vitralizado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: