Vitralizado

HQ

Proteste a favor do FIQ na página da Prefeitura de Belo Horizonte no Facebook

O professor e jornalista Paulo Ramos deu o alerta: está ameaçada a edição de 2017 do FIQ (Festival Internacional de Quadrinhos), o maior festival de quadrinhos da América Latina. Segundo o relato compartilhado na noite de ontem por Ramos, a Prefeitura de Belo Horizonte não incluiu o evento na verba de cultura do município para este ano. “Apesar de constar na programação das atividades culturais de 2017, o evento não foi incluído na relação de itens a serem custeados pelo município, divulgada em audiência pública, realizada na capital mineira nessa quarta-feira (05.04). Não por coincidência, data do festival, um dos mais importantes do país, ainda não foi confirmada pela organização. O FIQ ocorre a cada dois anos, sempre no segundo semestre”, explica o pesquisador.

A reação por parte de quadrinista, editores e leitores foi imediata. A principal ação até o momento é uma série de questionamentos publicados no espaço de comentários de um post na fanpage da Prefeitura de Belo Horizonte. As críticas são enfáticas e extremamente fundamentadas, ressaltando o absurdo de não investir em um dos mais relevantes eventos de cultura do país. Deixe aqui o seu protesto.

3 comentários Proteste a favor do FIQ na página da Prefeitura de Belo Horizonte no Facebook

  1. Pingback: Um vídeo sobre a importância do FIQ para a cena brasileira de quadrinhos | Vitralizado

  2. Pingback: Vitralizado #55 – 04.2017 | Vitralizado

  3. Pingback: ## Retrospectiva Vitralizado 2017 ## O adiamento do FIQ para 2018 | Vitralizado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: