Vitralizado

HQ / Marvel

O TED de Brian Michael Bendis

TedBendis

Talvez o primeiro quadrinho que li roteirizado por Michael Brian Bendis tenha sido Ultimate Spider-Man #1. No Brasil saiu no primeiro número de Marvel Millennium Homem-Aranha, em 2001. Na época não fazia ideia quem era o cara. Junto com as aventuras da versão moderna de Peter Parker, saiam os X-Men Ultimate, do Mark Millar. Eu curtia muito mais os mutantes do roteirista escocês. O tempo foi passando, o Millar continuou emplacando blockbusters (Supremos, Kick-Ass, Chosen, Guerra Civil,…) e o Bendis investia em personagens mais low profile da Marvel. Discreto pra caramba, ele fez a melhor série de histórias protagonizadas pelo Demolidor desde Frank Miller lá no final dos anos 70/começo dos 80.

Junto com o desenhista búlgaro Alex Maleev, ele revelou a identidade secreta de Matt Murdock em seu primeiro arco de histórias com o personagem e deixou a o título cinco anos depois com o herói preso na Ilha Ryker junto com vários vilões. Épico. No mesmo período ele lançou Alias, uma das obras-primas dos quadrinhos dos anos 2000. Foram só 26 números, com várias referências e conexões com a série do Demolidor. Li outras coisas dele (Powers, Vingadores, Jinx, X-Men e Guardiões da Gláxia), mas nada foi tão bom quanto Alias e Demolidor. Essas séries que a Marvel vai lançar com o Netflix vão adaptar o Universo Bendis pra televisão, pode anotar. Esse blábláblá todo foi só pra introduzir o vídeo do TED do autor, gravado em Portland no início de abril. Coisa finíssima, saca só:

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: