Vitralizado

Cinema

10 anos de Encontros e Desencontros: o que Bill Murray diz para Scarlett Johansson na cena final

LostInTranslation

Encontros e Desencontros foi lançado nos Estados Unidos dia 3 de outubro de 2003 e até hoje tá em aberto o que o Bill Murray teria dito a Scarlett Johansson na cena final do filme. A Carol me mandou um post do Vulture com algumas teoria sobre qual teria sido a fala definitiva de Bob Harris. Como o site lembra, a própria Sofia Coppola não sabe o que foi dito: a cena foi improvisada e partiu de Murray a conversa ao pé do ouvido, dá uma olhada no roteiro original. Saca só algumas das ideias que você esbarra na internet, começando pela cena original, sem edição:

Aí vem a teoria mais aceita. Não dá pra ter certeza se procede, mas é a mais parecida e coerente com o desenrolar da história. De acordo com o vídeo, Bob Harris teria dito: “Eu preciso ir, mas não vou deixar isso nos atrapalhar. Ok?”. Tá no próximo vídeo:

A próxima merece crédito por reconhecer que, provavelmente, é impossível identificar um trecho da fala. O resto seria:  “Eu te amo. É o melhor que posso [???]. Em algum momento, ele precisa dizer pra ela”.

Aí vem outras possibilidades, que sempre terminariam com “diga a verdade” ou “diga a verdade para ele”, em referência ao personagem do Giovanni Ribisi, John, marido da Scarlett Johansson no filme.

A primeira seria “Não voltarei a te ver até a próxima [publicidade] da Santori. Vá e diga a verdade para ele, ok?”

A seguinte: “Você sempre será uma mulher independente, não fique maluca. Diga a verdade, ok?”

E a terceira: “Quando John estiver esperando a próxima viagem de negócios…vá até aquele homem e diga verdade. Ok?”.

Além dos vídeos, há umas outras maluquices cogitadas. Uma surgida via Reddit fala em viagem no tempo: Bob Harris na verdade seria o marido de Charlotte, vindo do futuro após perceber a pouca atenção dada à esposa. Ele faz o comercial pra bancar os custos caros da viagem temporal e não dá em cima dela pra não arruinar o casamento no presente. Quando ele percebe como era ausente e ela tinha uma vida infeliz, ele sugere que o marido não é bom o suficiente e ela deveria buscar felicidade por conta própria.

Alguém também sugere que a cena final é um sonho de Bob Harris. Ele pensando o que diria para Charlotte caso voltasse a encontrar com ela.

Mas uma boa diz respeito a uma lenda sobre Bill Murray. Dizem que ele gosta de se aproximar por trás de estranhos na rua, tampar seus olhos e perguntar “adivinha quem é?”. Quando a pessoa desiste e ele revela a identidade, ele diz “Ninguém nunca vai acreditar em você” e vai embora. Aí, mais uma vez no Reddit, alguém propõe que é esse o conteúdo do sussuro: “Ninguém nunca vai acreditar em você, então diga a verdade” hehe

4 comentários 10 anos de Encontros e Desencontros: o que Bill Murray diz para Scarlett Johansson na cena final

  1. kvnsk

    Não é uma lenda, ele faz isso mesmo e outras maluquices. A mãe de um conhecido pegou um voo ao lado dele, que num determinado momento pegou um dos sapatos dela, que estavam debaixo da poltrona do aviao, colocou os amendoins servidos no aviao dentro do sapato e comeu do sapato e disse: “Eles ficam melhores assim”

    Reply

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: