Vitralizado

Posts com a tag New Yorker

HQ

Upstate, por Adrian Tomine

O Adrian Tomine assina a capa da próxima edição da New Yorker. O quadrinista batizou a arte de Upstate. Lá no site da revista ele explica a razão de ser da obra, inspirada numa ida recente com a família para um período de folga no interior. “Passar tempo na natureza é algo que faço apenas pela felicidade dos meus filhos, como ir a um show de fantoches ou escutar Katy Perry. Posso passear pela cidade com as crianças, possivelmente cercado por psicopatas e mesmo assim muito tranquilamente. Mas me coloque em meio a um gramado alto e toda minha neurose e meus instintos protetores afloram”, diz o autor.

HQ

Business or Pleasure, por Chris Ware

Tô na seca por algo novo do Chris Ware. Ele anda meio sumido, talvez por estar por conta dos últimos ajustes de Monograph, próximo trabalho dele que será publicado pela editora Rizzoli em outubro – com direito a prefácio do Ira Glass e introdução da Françoise Mouly e do Art Spiegelman. Enfim, pra amenizar um pouco essa ausência, vai ter quadrinho novo do autor na próxima edição da New Yorker, mas já está disponível online no site da revista.

Business or Pleasure mostra a ida de um casal norte-americano ao Monument Valley, na fronteira dos estados do estados do Arizona com Utah. Recomendo bastante a leitura. Dá pra ler por aqui, ó.

HQ

Ladies’ Lunch, por Adrian Tomine

É sempre aquele esquema: o Adrian Tomine vai soltando algumas prévias no Instagram com detalhes de seu próximo trabalho e não demora pra arte nova dar as caras. Nos últimos três dias ele foi compartilhando as etapas de produção de uma obra nova e hoje ele divulgou uma ilustração assinada por ele e publicada na mais recente edição da New Yorker. O desenho foi produzido para o conto Ladies’ Lunch, de autoria da escritora Lore Segal – a íntegra do texto você lê aqui e por aqui você encontra uma entrevista com a autora sobre a história.

atnovo1

atnovo2

atnovo3

HQ

Adrian Tomine e os cadeados do amor na capa da primeira New Yorker de 2017

Interrompo momentaneamente a Retrospectiva Vitralizado por uma causa mais que justa. O ano de 2017 parece mais promissor que 2016 só pelo fato da primeira capa de janeiro da New Yorker ser assinada pelo Adrian Tomine. Nos últimos dias o quadrinista já havia adiantado pelo Instagram algumas prévias mostrando cada etapa da produção de um novo trabalho, aí hoje tá lá a arte completa no site da revista. O desenho foi batizado pelo autor de Love Locks – cadeados do amor, em tradução livre.

O Tomine explicou o conceito da obra no site da New Yorker: “Em uma caminhada recente pela Brooklyn Bridge primeiro eu vi algumas pessoas colocando cadeados e tirando fotos. Mais pra frente eu vi o sinal. Foi o que me fez cair na real que envelheci. Na minha juventude eu provavelmente iria me identificar com os casais apaixonados, mas agora que sou um pai sempre cuidando da limpeza de duas crianças, posso me relacionar melhor com o profissional responsável pela limpeza segurando o alicate”.

at1

at2

at3

at4

at5

HQ

Snapchat, por Chris Ware

Outro dia comentei com um amigo que tenho achado o Chris Ware meio quieto demais nos últimos meses – ou talvez seja só eu ansioso por um próximo projeto do meu quadrinista preferido. Daí que ele publicou um quadrinho de quatro páginas batizado de Snapchat na edição da New Yorker do dia 14 de novembro. Bem foda, pra variar. Dá uma lida (valeu pelo link, Lielson!):

Continue reading

HQ

Jaime Hernandez na capa da New Yorker

O criador das Locas de Love and Rockets tá na capa da próxima edição da New Yorker, dedicada a viagem e gastronomia. Lá no site da revista o quadrinista fala um pouco sobre a sua inspiração para a arte: “Coloco tanto mostarda quanto ketchup no meu cachorro-quente. Mas na verdade eu não como um cachorro-quente desde que desisti de comer carne, há uns 15 anos. Descobri que cachorros-quentes vegan e vegetarianos podem não ser as melhores coisas para digerir”.