Vitralizado

Posts com a tag Haruki Murakami

Literatura

A playlist Haruki Murakami: 56 músicas presentes nos livros do autor japonês

Murakami

Não sou nenhum especialista na obra de Haruki Murakami, mas dos sete ou oito livros dele que li, todos estão repletos de referências musicais. São citações a canções de vários estilos – clássico, jazz, rock e volta e meia alguma coisa brasileira, principalmente bossa nova. Estou na metade de Colorless Tsukuru Tazaki and His Years of Pilgrimage, o mais recente trabalho de Murakami, e o protagonista está sentado em uma sala de espera escutando algo de Tom Jobim. O pessoal do Open Culture fez uma playlist com 56 músicas presentes em livros do autor japonês. Tem de Bruce Springsteen a Vivaldi. Não sei se faz muito sentido ouvir tudo em sequência, mas fica o registro. Dá o play:

PS: a imagem que abre o post é da coleção das capas das edições britânicas dos livros de Murakami.

Literatura

A capa americana do novo livro de Haruki Murakami

NovoMurakami

Colorless Tsukuru Tazaki and His Years of Pilgrimage é o mais recente livro de Haruki Murakami, foi lançado no Japão em abril de 2013. Hoje a editora americana do escritor confirmou o lançamento do livro em inglês pra agosto de 2014, mas a edição já está em pré-venda na Amazon. Aqui tem umas imagens da capa da edição japonesa, qual você prefere? Daí que vi essa notícia do lançamento do livro nos Estados Unidos, fui procurar umas coisas sobre o Murakami e acabei esbarrando com esse documentário da BBC sobre ele, produzido em 2011. Bem massa, olha aí:

Literatura

1Q84

Alguém aí já leu/lendo 1Q84? Tô terminando o segundo livro da série, são três. E é uma mistura de romance com realismo fantástico e suspense. Mas ainda é pouco tentar explicar o livro só com essas referências – aliás, se tem uma coisa que não falta nos livros são referências e citações, paro o tempo todo pra ouvir as músicas mencionadas ou procurar nomes e obras listadas. Quero acabar a série toda pra poder escrever mais sobre.  A princípio, o que dá pra dizer é que o ano de 1984 deixou de existir para algumas pessoas como nós conhecemos. Agora há duas luas no céu, uma menor e meio verde e a outra é a tradicional que conhecemos. Aomame é uma assassina de aluguel consciente dessa nova realidade e Tengo é um professor de matemática contratado pra reescrever uma história maluca contada por uma garota de 17 anos. Difícil ir além disso sem entregar muita coisa.