Vitralizado

Posts com a tag Diego Sanchez

HQ

Sábado (27/1) é dia de lançamento das novas HQs de Guilherme Petreca, Felipe Portugal e Diego Sanchez em SP

Tem programa pra sábado (27/1) aqui em São Paulo? Eu recomendo um pulo na Ugra pro evento de lançamento dos trabalhos mais recentes dos quadrinistas Guilherme Petreca, Felipe Portugal e Diego Sanchez. O Guilherme Petreca estará por lá autografando Superpunk, projeto interessante que parece ser uma espécie de introdução pro universo da super-heroína adolescente Violeta. Já Portugal e Sanchez estarão no evento com as coletâneas Narigudo e Aventuras Insólitas, reunindo tiras e histórias curtas produzidas pelos dois e compartilhas na internet. O lançamento tá marcado pra começar às 16h e a Ugra ficar na loja 116 da Galeria Ouro Velho (nº 1371 da Rua Augusta). Você encontra outras informações lá na página do evento no Facebook.

HQ

(Quase) Toda a Mino na Geek

Cara, se estiver em São Paulo na 5ª (16/6) a noite, apareça lá na Geek no Conjunto Nacional. O pessoal da editora Mino organizou um bate-papo com vários de seus autores e me chamou pra mediar essa conversa. O encontro tá marcado pra começar às 19h30. Saca a galera que vai estar por lá: Shiko (Lavagem), Alcimar Frazão (O Diabo e Eu), L.M. Melite (Dupin), Diego Sanchez (Quadrinhos Insones), Felipe Nunes (Dodô), Pedro Cobiaco (Aventuras na Ilha do Tesouro) e Janaína de Luna e Lauro Larsen – os editores da Mino. Certeza de papo bom. A bela arte do cartaz aqui em cima ficou por conta do Pedro Cobiaco. Vamos?

Entrevistas / HQ

Papo com Diego Sanchez, o autor de Hermínia, Perpetuum Mobile e Pigmaleão

É explícita a evolução dos trabalhos de Diego Sanchez. O recém-lançado Hermínia (Mino, R$44) é um dos pontos mais altos de uma carreira recente, com apenas três obras impressas. O potencial do autor está explícito em Perpetuum Móbile (2013) e em Pigmaleão (2014). No entanto, em seu terceiro título ele explora de forma plena certas possibilidades da narrativa sequencial. Mesmo com um traço sempre soberbo e dos enredos instigantes, seus dois primeiros gibis nunca primaram pela clareza. O tom onírico dos quadrinhos, sobre relacionamentos e questionamentos existenciais, contribui para dificultar a compreensão da trama. Algumas investidas constantes em designs peculiares de quadros e páginas acabavam por travar a leitura. Em Hermínia, Sanchez é mais convencional do que em seus trabalhos prévios, mas continua inventivo, e está mais eficaz e fascinante do que nunca.

As proporções do álbum, com 88 páginas e em tamanho muito maior do que os dois livros anteriores, ressaltam as principais qualidades do artista. Os desenhos são impactantes. Sobre um casal em fuga após a cidade em que eles habitam ser invadida por uma névoa misteriosa, Hermínia tem páginas memoráveis, como as cinco que retratam os finalmentes da escapada dos amantes.

H1

Três Anos, Oito Meses e Vinte Dias e Netscape, publicados por Sanchez na Nébula, são trabalhos notáveis. Já Hermínia é o ápice do universo iniciado em Perpetuum Móbile. Apesar de mais uma vez limitar uma personalidade complexa e profunda a um único personagem, seu protagonista masculino, e pouco explorar a presença e a individualidade da coadjuvante feminina, o amadurecimento da narrativa de Sanchez é inquestionável. Hermínia é imperdível por ser mais uma evidência da qualidade de um artista ainda em crescimento e cada vez mais interessante.

Conversei com Sanchez por email. Ele me falou sobre as inspirações para o livro novo, os métodos e aprendizados em cada título publicado, suas limitações em relação à criação de uma personalidade feminina complexa e seus planos para projetos futuros. Saca só:

Continue reading

HQ

A capa de A Boca Quente – Parte #1, o novo gibi do Shiko

O mestre Shiko acabou de divulgar a capa de A Boca Quente – Parte #1. A HQ marca o retorno dele ao mundo independente depois de publicar por editoras como Mino, Panini e Marca de Fantasia. Pelo Facebook o Shiko avisou que tá fazendo uma feira online de algumas artes originais pra bancar o lançamento desse trabalho novo. O álbum das peças a venda tá aqui (corre que só tem pérola!). Voltando ao Boca Quente, o gibi será vendido com exclusividade em feiras e eventos de quadrinhos. A festa de lançamento será dia 18 de setembro, sexta-feira da semana que vem, no Hotel Bar da Rua Augusta aqui em São Paulo. Junto com o Shiko, o Diego Sanchez estará lançando seu álbum Hermínia. Programão, viu? Ó o cartaz da festa:

FestaHermíniaShiko