Vitralizado

Posts com a tag DC

Cinema / HQ

O Zack Snyder não entende nada do Super-Homem

Não gosto dos filmes do Zack Snyder. Acho a estética de suas produções extremamente bregas. A fotografia é sempre cafona, cheia de filtros e saturada. A estilização vai do roteiro à edição, passando pela atuação caricata dos intérpretes de seus personagens. Ainda assim, reconheço seu sucesso ao fazer um cinema minimamente autoral em Hollywood. Também acho dignos de nota os minutos iniciais de Watchmen, um tremendo curtinha de fã que introduz a adaptação do quadrinho de Alan Moore. Respeito o trabalho de Zack Snyder, não acho seus filmes ruins, eles só não funcionam pra mim.

Continue reading

Animação

A Smallville Man: um conto animado protagonizado pelo Super-Homem

Ó que foda essa animação feita pelo artista Maurício Abril, protagonizada pelo Super-Homem e batizada de A Smallville Man. São 150 ilustrações animadas e apresentadas junto com Walk do Foo Fighters. Coisa fina. Em 2013, o artista já tinha lançado A Gotham Fairytale, com uma historinha sobre o Batman. Posto os dois vídeos em sequência. Cada um tem entre cinco e sete minutos, mais do que o suficiente pra ser bem melhor do que qualquer coisa dirigida pelo Zack Snyder pra DC hehe Saca só:

HQ

75 anos de Batman na Mondo

O Batman completou 75 anos de existência em maio e sexta-feira (24/10) a Mondo abre em sua galeria uma exposição em homenagem ao aniversário da cria de Bob Kane e Bill Finger. Mondo Celebrates 75 Years of Batman ficará aberta até o dia 15 de novembro, no número 4115 da Rua Guadalupe, em Austin, no Texas. A mostra é referente não apenas aos quadrinhos, mas também às adaptações do personagem para cinema, desenhos e séries de tv. Coisa bem fina. Daqui a pouco a coleção completa entra na loja da Mondo. Enquanto isso, o Mashable adiantou algumas da peças em exposição no evento. Saca só:

BatMondo1

BatMondo2

BatMondo3

BatMondo4

BatMondo5

BatMondo6

Cinema / DC / HQ / Marvel

A agenda completa de filmes de super-heróis com lançamentos previstos até 2020

Sou um grande fã de quadrinhos de super-heróis e filmes baseados nesses personagens, mas vejo a agenda aqui em cima e sinto uma enorme preguiça. O calendário foi criada pelo pessoal do Comics Alliance. Tá, muito legal ver tudo já planejado com tanta antecedência, mas e aí? O que vai acontecer quando o primeiro desses filmes for um fracasso retumbante? Pode rolar até com um filmaço do gênero, mas continuações dependem muito do sucesso das produções prévias a elas. Cancela tudo? Outra: metade do sucesso desses filmes está no hype criado antes dos lançamentos. Anunciar toda essa leva de filme, principalmente como fez a Warner, não é uma forma de ir esgotando a obra até ela chegar aos cinemas? Posso me enganar feio, mas duvido que conseguem manter o fôlego até lá. Vale guardar essa agenda. Em 2020 voltamos a ela e vemos o que realmente saiu do papel e qual foi a recepção do público.

DC / HQ / Marvel

O dia que um beatle conheceu o Rei dos quadrinhos: o encontro entre Paul McCartney e Jack Kirby em 1975

Sempre fiquei curioso em relação a uma imagem popular em sites dedicados a quadrinhos na qual Paul e Linda McCartney estão conversando com Jack Kirby. Essa semana voltei a esbarrar com ela no tumblr do Bendis. Logo em seguida vieram mais dois posts, um com a capa do lado b de Venus and Mars, o quarto álbum do Wings, e outro com a ilustração aqui de cima – ambos de autoria de Kirby.

Sabia da capa de Venus and Mars com o Magneto e também conhecia Magneto and Titaniu-Man, uma das músicas do disco. Só não sabia que foi graças à essa canção que ocorreu o encontro entre o beatle e o Rei, um dos pais de toda estética da Marvel e co-criador de alguns dos principais personagens da editora (Quarteto Fantástico, X-Men, Hulk, Capitão América,…), além de ser autor de vários clássicos da DC. Taquei “paul mccartney jack kirby” no Google e logo no primeiro link já veio a explicação de como os dois se conheceram.

O texto que encontrei é de autoria de Steve Sherman. Hoje ele trabalha como designer de fantoches para filmes como Muppets e Homens de Preto. O começo da carreira dele foi como assistente do Jack Kirby, principalmente em revistas da DC. O irmão de Sherman, Gary, foi um dos responsáveis pelo encontro entre o quadrinista, sua família e o músico, em Los Angeles, no verão de 1975. O texto em inglês do Sherman está aqui. Segue a minha tradução:

kirbymccartney
“No final do verão/começo do outono de 1975, Paul McCartney, ex-Beatle, estava na turnê mundial de divulgação de sua nova banda, Wings. Eles tinham acabado de lançar Venus and Mars. Uma das canções do álbum, Magneto and Titanium-Man, era inspirada em personagens dos quadrinhos dos X-Men da Marvel.

A turnê chegou a Los Angeles fazendo um barulho enorme. Era a primeira visita de McCartney a Los Angeles desde o fim dos Beatles. Os ingressos esgotaram imediatamente para as três noites de apresentações.

No dia do primeiro show, meu irmão Gary pensou que seria demais se McCartney pudesse conhecer o Jack, já que era óbvio que ele era um fã do Kirby. O Gary concluiu que não tinha nada a perder e telefonou para a Capitol Records, que tem a sua sede em Hollywood. Ele pediu pra falar com o representante do Paul. Quando ele finalmente consegiu um contato, explicou que o Jack Kirby tinha feito um desenho do Paul e gostaria de saber se ele estaria interessado em conhecer o Jack. No final das contas o representante era um fã do Kirby e disse que ia checar com o ‘pessoal do Paul’. Quase uma hora depois ele telefonou de volta pro Gary e disse: “Pode apostar, o Paul vai ficar muito feliz de conhecer o Jack. Cheguem no Forum (local da apresentação) uma hora e meia antes do show”. O Gary ligou correndo pra casa do Kirby e falou com a Lisa, filha do Jack, para mostrar pra ele uma cópia do disco e pedir algum desenho pro Paul. O show começava às 20h, o que dava apenas três horas pro Gary ir até Thousand Oaks (cidade na Califórnia em que o Kirby morava) e estar de volta ao Forum, em Inglewood.

Quando o Gary chegou o Jack mostrou pra ele o ‘desenho’ que ele tinha feito. Como lembra o Jack era algo matador. O Jack tinha feito uma ilustração com um Magneto gigante levantando o braço em direção ao espectador, com o Paul e a Linda na palma de sua mão e o resto da banda na banda na outra mão, com todo tipo de planetas e criações típicas do Kirby no cenário. E o Gary tinha levado apenas 45 minutos para chegar à casa dos Kirby.

Uma coisa interessante dos retratos feitos pelo Jack é que diferentemente de seu traço exagerado e quadradão dos quadrinhos, os desenhos que ele fazia de sua família e esse do Paul e da Linda eram muito mais realistas e cheios de detalhes, semelhantes às artes dele no final dos anos 30. O Gary disse que estava parecendo a capa de um álbum.

Eles partiram para o Forum com o Gary na direção do Lincoln Town Car do Kirby. Enquanto Lisa, Roz (esposa de Kirby) e Gary estavam empolgados, o Jack se limitava às baforadas de seu cigarro (na época ele ainda fumava) e estava mais preocupado em parar na estrada para comprar um bolo de chocolate (um ponto fraco dele).

Ao chegarem no Forum os quatro foram para entrada lateral e recepcionados pelo chefe de segurança da turnê, outro fã do Kirby. Maluco por ter conhecido o Jack ele os levou para dentro, onde foram recebidos pela Linda McCartney. Ela fez um pequeno tour com eles. O Gary lembra que ela abriu a porta de um quarto onde estavam os músicos do Wings (alguém lembra quem estava na banda, além do Denny Laine?) sentados em círculo bebendo Jack Daniels. De repente, surge o Paul. “Oi, Jack, muito prazer.” O Jack deu o desenho ao Paul e a Linda, que eles consideraram ‘arrasador’. O Paul agradeceu ao Jack por evitar que eles pirassem durante a produção do disco, na Jamaica. Parece que não havia muito o que fazer por lá e eles precisavam encontrar coisas pra manter as crianças ocupadas. A sorte era que havia uma loja que vendia quadrinhos e o Paul ia comprar as edições mais recentes. Aí uma noite a música ‘Magneto and Titanium-man’ surgiu na cabeça dele. O negócio é que bastavam alguns minutos com o Jack para você se sentir como o melhor amigo dele, então não demorou pro Paul estar rindo com o Jack como se eles se conhecessem há anos.

A Lisa estava com a câmera dela, então foram tiradas várias fotos, uma delas o Gary carregou com ele durante anos (sempre mostrando pra todo mundo), com Paul, Linda, Gary, Lisa, Roz e Jack, todos sorrindo. O Paul perguntou se eles tinham ingressos pro show (não esqueça que as três noites estavam esgotadas) e eles disseram que não. O Paul então balançou a cabeça pra alguém e num passe de mágica surgiram quatro ingressos com letras grandes e vermelhas estampadas: PROMOCIONAIS. Todo mundo se despediu e Gary e os Kirby foram levados para ficar junto com o púbico. Eles sentaram em frente ao palco, mais ou menos na 15ª fileira. De um lado deles estava o Ryan O’Neal e do outro o Michael Douglas.

O show começou e na hora do Paul cantar ‘Magneto’, ele fez uma introdução, disse: “Hoje a noite, na audiência, temos o criador do Magneto e de vários outros personagens de quadrinhos, eu gostaria de dedicar essa música a Jack Kirby”. O público deu um imenso grito de aprovação enquanto o Jack acenava.

Depois do show eles voltaram para Thousand Oaks, com o Jack concentrado no cigarro. “Sabe, Gary? Eu fiquei realmente grato por isso tudo”, disse o Jack sorrindo, “e para mostrar o quanto gostei, vamos parar no Bob’s Big Boy para um pouco de bolo de chocolate!”.”

DC / HQ / Marvel

Super-Homem X Universo Marvel, por John Romita Jr.

SuperMU1

Você provavelmente já conhece as montagens do Cover Mash-Ups. Os designers do site pegam a capa da revista de um personagens e incluem a ilustração da capa de outro herói feita pelo mesmo artista. Nos últimos dias eles publicaram um cross-over de capas estrelado pelo Super-Homem e alguns personagens da Marvel. Houve a oportunidade graças à passagem de Joh Romita Jr. pela DC, na revista do Super junto com o roteirista Geoff Johns. Uma das estrelas da Marvel ao longo de anos e filho de um dos principais ilustradores da Casa das Ideias, Romita provavelmente desenhou todos os grandes personagens da editora. As montagens com as capas do Super encaixaram perfeitamente. Saca só:

SuperMU2

SuperMU3

SuperMU4

SuperMU5