Vitralizado

Posts com a tag Daniel Clowes

HQ

Wanderlust, por Daniel Clowes

Tava dando um passeio ali no Tumblr e esbarrei com esses trabalhos aqui do Daniel Clowes. Esse primeiro aqui em cima é um pôster assinado por ele para a inauguração da boate/casa de show parisiense Wanderlust em junho de 2012. Lá no blog do quadrinista consta que ele ainda criou o logo, bolachas e designs de caixas de pizza. Outra curiosidade: os sócios da Wanderlust também são donos do Club Silencio, boate também em Paris inspirada na filmografia do David Lynch.

Bem massa, mas não tão inesperado quanto as latinhas de OK Soda com design e ilustração do autor de Ghost World em parceria com o Charles Burns. Saca esses outros cartazes/flyers também assinados pelo Clowes pra inauguração da Wanderlust:

HQ

Steve Ditko, por Daniel Clowes

Já viu essas duas páginas que a conta oficial do Daniel Clowes acabou de compartilhar no Twitter? Segundo os administradores do perfil, são dois rascunhos produzidos pelo quadrinista celebrando os 90 anos do Steve Ditko (1927-2018) para uma edição de 2017 da revista New Yorker. O tuíte explica que as páginas acabaram sendo recusadas pelos editores da publicação. Elas só acabaram sendo compartilhadas agora, cerca de três dias após o anúncio da morte do cocriador do Homem-Aranha e do Dr. Estranho.

O mais legal é ver a postura de idolatria do Clowes em relação ao Ditko, o chamando de “maior artista de quadrinhos vivo da América”. O autor de Ghost World conta inclusive ter batido na porta do quadrinista no final dos anos 70, mas para os spoilers por aqui e deixo pra sua leitura o final da história. Ó que demais:

HQ

Daniel Clowes, por Woody Harrelson

Taí um título ligeiramente clickbait do Vitralizado… O vídeo mais abaixo não é uma produção do Woody Harrelson, mas só narrado por ele. Trata-se de um belo trabalho do pessoal do Great Big Story contando um pouco da vida e dos feitos do quadrinista Daniel Clowes. No caso, sim, a narração é do Woody Harrelson, intérprete de Wilson na adaptação para o cinema da HQ homônima de autoria de Clowes, o que dá todo um charme pra coisa, né? Enfim, bem bom. Dá o play:

HQ

Ghost World: confira uma prévia da edição comemorativa de 20 anos do clássico de Daniel Clowes

Uma ótima surpresa e um dos grandes lançamentos de 2017 é essa edição comemorativa de 20 anos do clássico Ghost World do Daniel Clowes editada pela Nemo. O álbum é um marco dos quadrinhos indies e autorais norte-americanos e chamou atenção para o trabalho de uma geração composta por nomes como Charles Burns, Chris Ware, Chester Brown e outros como o próprio Clowes. Depois da imensa repercussão de Paciência, acho um ótimo momento pro retorno de Ghost World às livrarias. É um dos meus quadrinhos preferidos e já estava muito satisfeito com esse lançamento, fiquei ainda mais feliz ao ser convidado pelo pessoal da Nemo pra escrever a introdução do livro.

O quadrinho foi traduzido pelo Érico Assis e tá previsto pra chegar às lojas até o final do ano. A edição vem cheia de extras, mostrando rascunhos do Daniel Clowes e estudos feitos pelo autor pra páginas e capas da HQ. Pedi pro pessoal da Nemo uma prévia desse material e eles me enviaram as imagens a seguir. Ó que demais:

GW_2NDSCCOLORSKETCH

GW_HCCONTENTSSKETCH-edit

GW_HUBBAROUGH

HQ

Silicon Valley, por Daniel Clowes

Acho que poucas vezes vi tanta gente falando sobre o Daniel Clowes por aí. A estreia de Wilson nos Estados Unidos fez com que um monte de jornais, sites e revistas escrevessem perfis do quadrinista e fizessem entrevistas com ele. Agora os produtores de Silicon Valley divulgaram a arte assinada pelo Clowes pra divulgar a quarta temporada da série, com lançamento marcado pro dia 23 de abril. Quanto mais Daniel Clowes melhor.

HQ

Daniel Clowes fala sobre sua carreira e suas diferentes percepções em relação a quadrinhos com o passar dos anos

Já tinha comentado por aqui sobre a exposição com os originais do Daniel Clowes na Galerie Martel de Paris. Daí que o pessoal do canal Cryptkeeper fez uma entrevista com o quadrinista tratando não apenas do evento, mas também sobre como o autor e o público mudaram suas perspectivas em relação a o que são quadrinhos ao longo dos anos. Papo rápido de 11 minutos que vale muito a investida. Assiste aí: