Vitralizado

Posts com a tag Chris Ware

HQ

Private Life, por Chris Ware

Viu essa beleza aqui em cima? Pôster assinado pelo Chris Ware para Private Life, produção do Netflix dirigida pela cineasta Tamara Jenkins e estrelada por Paul Giamatti e Kathryn Hahn. O longa conta a história de um casal em crise no relacionamento enquanto cogita a possibilidade de adoção ou de um tratamento de infertilidade. Esse cenário começa a mudar com a chegada de uma jovem chamada Sadie interpretada pela atriz Kayli Carter. O filme entra em cartaz em alguns cinemas norte-americanos no dia 5 de outubro, junto com seu lançamento no Netflix. Saca o trailer:

HQ

Looking Up, a nova capa de Chris Ware pra revista New Yorker

O quadrinista Chris Ware é o responsável pela capa da próxima edição da revista New Yorker. A arte foi batizada de Looking Up e completa uma trilogia de capas centradas na relação entre pais, filhos e escolas assinadas pelo autor de Jimmy Corrigan. A primeira das capas da série foi publicada em setembro de 2012, quando a filha de Ware, Clara, tinha apenas sete anos. Mostra uma garotinha olhando para trás e observando os pais que deixam o local despreocupados.

Em janeiro de 2013 o autor voltou a abordar o tema, mas logo em seguida ao ataque à escola Sandy Hook, na cidade de Newtown, no estado de Connecticut, que resultou em 20 crianças e seis adultos assassinados. A arte assinada pelo quadrinista mostra mais uma vez as crianças entrando no colégio, mas dessa vez sendo observadas pelos pais do lado de fora.

Na capa mais recente, o autor mostra uma menina desanimada enquanto é deixada na escola pela mãe. Em um depoimento sobre essa próxima arte para o site da New Yorker, Ware fala sobre a passagem do tempo e o crescimento de sua filha: “É clichê, mas é verdade: pais, quando seus filhos perguntarem, ‘você vai brincar comigo?’, brinquem. Porque um dia eles vão parar de perguntar, assim como você parou”. Leia a íntegra do depoimento por aqui.

HQ

92 minutos de conversa com Chris Ware

Acho que já comentei por aqui como considero Monograph uma das minhas leituras mais impressionantes relacionadas a quadrinhos no últimos anos. Nunca escondi a minha paixão pelos trabalhos do Chris Ware, mas essa espécie de autobiografia/enciclopédia pessoal do autor me ajudou a compreender ainda melhor o nosso privilégio por sermos contemporâneos desse período áureo de produção do responsável por Jimmy Corrigan e Building Stories.

Enfim, eu demorei pra ouvir a entrevista do Chris Ware pro Robin McConnell do podcast Inkstuds. Saiu em novembro do ano passado e fiquei enrolando, esperando por um tempo livre e sem interrupções, pra focar nos 92 minutos da conversa. Recomendo procê o mesmo foco total na conversa. O papo trata principalmente da concepção de Monograph, mas também fala das reflexões do autor sobre quadrinhos e memória e da RAW como fonte de inspiração para o início da carreira dele. Demais. Você ouve por aqui.

HQ

A 24ª capa de Chris Ware para a revista New Yorker

Dia desses eu comentei com um amigo como tinha um tempo que o Chris Ware não assinava uma capa da New Yorker. Daí que a mais recente edição da revista, recém-chegada às bancas dos EUA, tem a capa assinada exatamente do autor de Building Stories. Há seis dias da próxima cerimônia do Oscar, a ilustração do quadrinista trata dos tópicos predominantes em Hollywood nos últimos meses, os vários casos de assédio e abuso na indústria do entretenimento norte-americana e o despertar do movimento #MeToo. Por aqui você confere uma breve fala do quadrinista sobre a criação da imagem.

HQ

Chris Ware e a produção de Monograph

Sei lá se tem alguma obra de arte mais incrível e impressionante revelada ao mundo em 2017 como Monograph. O livro é uma autobiografia ilustrada com reproduções de fotos e registros da vida, da carreira e das obras dos Chris Ware. É o meu quadrinista favorito expondo suas principais influências, opiniões e ideias. Desde a chegada do meu exemplar tenho tentado ler calmamente, não mais que uma ou duas páginas por dia, para que o livro dure ainda mais. Enfim, o Chris Ware deu uma entrevista pro jornalista e apresentador Charlie Rose sobre o livro recém-lançado pela editora Rizzoli. Dá o play:

HQ

Sete dicas de Chris Ware para filmes, séries, músicas, exposições, quadrinhos e ilustrações

O Chris Ware assinou a capa do mais recente número do suplemento The Observer do jornal inglês The Guardian. A edição celebra o aniversário de 10 anos do prêmio anual de HQs da publicação, em parceria com a editora Jonathan Cape e o festival Comica. Além da capa, o Ware participou do caderno listando sete dicas de filmes, séries, músicas, exposições, quadrinhos e ilustrações. Recomendo uma investida pesada nos textos dessa edição do Observer, tão demais, com participações de Joe Sacco, Alison Bechdel, Zadie Smith e mais um tanto de gente foda.