Vitralizado

‘Wes Anderson é antídoto para mesmice dos blockbusters’

Conversamos com o maior especialista na filmografia do diretor

Quando o cineasta Wes Anderson lançou seu curta-metragem Bottle Rocket, em 1994, o jornalista Matt Zoller Seitz estava lá. Ele acompanhou ao longo de um ano as filmagens da primeira obra daquele que se tornaria um dos cineastas mais autorais e identificáveis de Hollywood. A reportagem foi publicada no Dallas Observer e abriu várias portas na carreira do jornalista. Quase 20 anos depois, Seitz é crítico e editor do site rogerebert.com, especializado em resenhas e matérias sobre cinema. Já Anderson, foi indicado a três Oscar e é um dos nomes mais respeitados e cultuados do cinema mundial. Juntos eles acabaram de lançar o livro já considerado definitivo sobre o diretor de filmes como Os Excêntricos Tenenbaums, A Vida Marinha com Steve Zissou, Viagem a Darjeeling, O Fantástico Sr. Raposo e Moonrise Kingdom. “É em parte uma adaptação de uma série de cinco vídeo-ensaios que fiz sobre as obras dele”, explica o autor em entrevista à GALILEU. Com 336 páginas, The Wes Anderson Collection narra a história de vida do cineasta e apresenta suas influências, análises de suas obras e entrevistas exclusivas feitas ao longo dos anos de amizade entre a dupla. O acabamento do livro não deve em nada a qualquer direção de arte assinada pela equipe de Wes Anderson, repleto de detalhes, cores e ilustrações. Autoridade mundial na filmografia de seu colega, Seitz ressaltou por email a importância de produções autorais semelhantes à de Anderson e revelou um pouco do que é possível esperar do próximo filme do diretor, The Grand Budapest Hotel, previsto para chegar aos cinemas dos Estados Unidos em março de 2014.

Íntegra da entrevistra disponível em: http://revistagalileu.globo.com/Cultura/noticia/2013/11/wes-anderson-e-antidoto-para-mesmice-dos-blockbusters.html

Deixe uma resposta