Vitralizado

HQ

Sandman Overture chega ao Brasil no primeiro semestre de 2014

Escrevi pro site da Galileu sobre o lançamento de Sandman Overture, o quadrinho que marca o retorno do Neil Gaiman ao universo do Sonho e seus irmãos Perpétuos. Fiz uma pequena retrospectiva sobre a carreira de Gaiman, da editora Karen Berger e do artista Dave McKean e revelo com exclusividade que a Panini pretende lançar as seis edições da série no Brasil ainda no primeiro semestre de 2014. Negócio é esperar a versão brasileira né? Meu texto tá aqui.

‘Sandman Overture’: o retorno do cultuado título

Primeira edição da mini-série em seis capítulos chega aos EUA nesta quarta-feira, 30; lançamento celebra 25 anos da série

por Ramon Vitral

A primeira edição da mini-série em seis capítulos que marca o retorno do cultuado título Sandman às lojas de quadrinhos e livrarias será lançada nesta quarta-feira, 30 de outubro, nos Estados Unidos. Ainda sem tradução definida, Sandman Overture está agendada para chegar no Brasil no primeiro semestre de 2014, segundo os editores nacionais da Panini Comics. Anunciado no último mês de junho em uma matéria publicada no jornal The New York Times, o especial marca o início das celebrações dos 25 anos da série lançada em janeiro de 1989, criada pelo escritor inglês Neil Gaiman e protagonizada pelo personagem Sonho, também como conhecido como Morfeus.

Segundo o próprio Gaiman, o quadrinho ilustrado por J.H. Williams III mostrará os eventos prévios à primeira das 75 edições da série original, com o protagonista aprisionado no porão de um ocultista ao longo de várias décadas. Em março de 1996, quase sete anos após seu início, Sandman chegou ao fim como uma das obras mais importantes e influentes da indústria de quadrinhos norte-americanos. Definitiva para o meio, a revista estabeleceu novos nomes para os quadrinhos adultos produzidos em língua inglesa e lidos em todo o mundo.

Hoje um dos nomes mais importantes da cultura pop ocidental, Neil Gaiman é autor de sucessos de venda em várias mídias. Escritor de livros como Deuses Americanos, Coraline e o mais recente O Oceano no Fim do Caminho, Gaiman começou a chamar atenção do público em seguida a Sandman. Nascido na Inglaterra, ele trabalhou com jornalismo especializado em música, fez amizade com o quadrinista Alan Moore, escreveu pequenas histórias para a revista 2000 A.D. e impressionou o meio com Orquídea Negra para a DC Comics. Em seguida, veio a concepção de Sandman.

O convite para Gaiman criar seu título mais aclamado partiu de Karen Berger. Recém-aposentada do cargo máximo do selo adulto da DC Comics, Berger foi uma das responsáveis pela criação da Vertigo. Concebido em 1993, a marca passou a estar presente em clássicos lançados previamente à sua criação, como Monstro do Pântano e V de Vingança, ambos de de autoria de Alan Moore nos anos 80. O sucesso de Sandman permitiu que Berger lançasse outros títulos de temática adulta, como Os Invisíveis, Y – O Último Homem e Fábulas.

Com vários desenhistas ilustrando os roteiros de Gaiman, as capas mirabolantes do artista inglês Dave McKean foram a constante estética das 75 edições de Sandman. Ele iniciou a carreira no mundo dos quadrinhos com Gaiman, em Violent Cases e Orquídea Negra. Em seguida, publicou um dos maiores clássicos protagonizados por Batman, Asilo Arkham, escrito por Grant Morrison. Após o fim de Sandman, trabalhou no design de álbuns de músicos como Tori Amos, Alice Cooper e John Cale. Em 2005 lançou seu primeiro longa metragem, A Máscara da Ilusão, com roteiro de Gaiman.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: