Vitralizado

HQ

## Retrospectiva Vitralizado 2018 ##

Tá valendo! Começo agora a Retrospectiva Vitralizado 2018 e a tendência é seguir exclusivamente com ela até a chegada de 2019. Pode até ser que um post não planejado acabe dando as caras por aqui, mas será exceção. O foco agora será em lembrar o que rolou de mais interessante no blog entre janeiro e dezembro do ano que chega ao fim, recordar alguns lançamentos, comentar um ou outro conteúdo que tenha fugido à regra e chamar atenção para alguns quadrinistas que fizeram barulho nos últimos 12 meses. Aliás, é bom enfatizar: nomes e títulos mencionados nos próximos dias não são necessariamente as minhas leituras preferidas no ano. Fiquei longe de escrever sobre tudo o que gostaria e pode ser que a minha lista no Prêmio Grampo 2019 seja composta por títulos que apenas citarei em uma listona de recomendados que fará parte da retrospectiva.

Desde 2015 tenho estado empenhado em ler a maior quantidade possível de quadrinhos lançados anualmente no país e pisei no freio em 2018. Da mesma forma que não espero que um jornalista especializado em cinema veja todos os filmes e um crítico musical ouço todos os discos, tenho filtros pessoais e abstratos que auxiliam na seleção e na curadoria do que entra no blog. Me interesso cada vez mais por HQs que não poderiam pertencer a nenhuma outra linguagem além da linguagem dos quadrinhos. Boas histórias são essenciais, mas meu entusiasmo é crescente por produções que não me deixem esquecer em nenhum momento que estou lendo uma história em quadrinhos. Questionar o sistema, principalmente o cuzão eleito presidente e toda a corja ligada a ele, também ajuda um monte. Como disse, um filtro abstrato e pessoal.

Ainda em relação a esse filtro, acredito que 2018 foi o ano mais singular da história do Vitralizado em relação à linha editorial do blog. Lá em 2012, quando o site surgiu, ele consistia principalmente numa coletânea de posts repassando conteúdo achado por aí, vindo principalmente do meu saudoso Google Reader e, posteriormente, da minha conta no Feedly. Minha rotina online continua bastante atrelada ao Feedly, mas o uso pouco como uma fonte pro blog. O conteúdo do Vitralizado nunca foi tão original, produzido por aqui e para cá. Cheguei a falar um pouco sobre isso tudo na festa de seis anos do blogcelebrada em outubro e marcada pelo lançamento do postal de aniversário assinado pelo quadrinista Benson Chin.

Enfim, que comece a brincadeira. Posts rápidos e práticos reunindo o que rolou de mais importante por aqui. Ah! Inicio a série com a arte aqui em cima roubada do Instagram do Lafa, talvez o quadrinista brasileiro que mais chamou minha atenção nos últimos meses. Vamos lá!

Leia mais:
+++ Uma conversa com Carlos Neto sobre os seis anos do Vitralizado;
+++ O Vitralizado é oposição e resistência;
+++ Vitralizado 6 anos, por Benson Chin;
+++ Retrospectiva Vitralizado 2017;
+++ Retrospectiva Vitralizado 2016;
+++ Retrospectiva Vitralizado 2015.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: