Vitralizado

HQ

Listas, listas, listas

por Lielson Zeni*

Eu sempre fui um apaixonado por listas. Me lembro de quando criança passar muitas tardes mexendo na minha coleção de gibi e fazer lista de quais eram os personagens que já tinham sido Vingadores ou os vilões do Batman (talvez o Pedro Cobiaco, que levou o Grampo Ouro nem saiba, mas existiu uma época que as informações não estavam à distância da barra de endereço do seu navegador).

Migrei depois pras listas de músicas (com mais de 20 anos, numa tarde em que a chuva desligou a energia, listei 100 bandas essenciais pra minha vida). Isso tudo, lógico, conflui pra uma alucinação cada vez que alguém quer fazer um top 5/10/20 de qualquer coisa. Se for de uma área que manjo minimamente, eu aceito no ato e realmente me dedico (aliás, que suador escolher só 10 e EM ORDEM).

Quando fiquei amigo do Ramon, já conhecia o trabalho dele e achava o Vitralizado top 5 sites de HQ. Por isso, pensei que ele era o cara pra resgatar um modelo de lista que o Telio Navega usava no Gibizada que era soberbo, porque era uma lista de listas! Ele topou e me convocou pra ajudar e aí surgiu o Prêmio Grampo. E, olha, acho que o resultado faz um panorama muito massa desse 2015 de publicações de HQ.

Vale falar em parágrafo próprio que a lista final dos 20 não tem mangás, infantis (as exceções são as graphics MSP, que não são exclusivamente infantis) e super-heróis, provavelmente os títulos com vendas mais expressivas do país. Eu não sei dizer o porquê. Mas o pior eu acho a baixa presença de mulheres na lista final, justamente falando do ano do FIQ das mulheres, da treta do HQ Mix e no rebuliço em Angoulême nesse comecinho de 16. São só 9 mulheres em 26 obras, enquanto os homens totalizam 50.

Acho que no formato do Grampo, com listas de pessoas com perfis diferentes e que ocupam diversas posições na cena de quadrinhos brasileira, conseguiu-se uma boa abrangência desse 2015, gerando uma lista de referência pra quem quiser sacar qual foi a do ano passado.

É claro, como qualquer lista, ela não é definitiva, nem exaustiva, mas ainda assim é uma bela lista.

Se o Ramon convidar, ajudo a fazer o Prêmio Grampo 2017. De qualquer forma, vou fazer minhas listinhas de HQs que mais curti de ler a cada ano.

*
Lielson Zeni é editor, pesquisador e roteirista de quadrinhos

1 comentário Listas, listas, listas

  1. Pingback: Invasão: Vitralizado | Lugar Certo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: