Vitralizado

Cinema / HQ

Mad Max: Estrada da Fúria e a Liga da Justiça nunca realizada de George Miller

Não tenho muito a acrescentar aos vários elogios já feitos ao novo Mad Max. Estive pirando na produção desde o lançamento do primeiro trailer e o filme foi além do que o material de divulgação prometia. Por mais que eu goste dos filmes estrelados por Mel Gibson, é difícil até comparar. As produções originais têm muita importância para a história do cinema de ação do final dos anos 70 e início dos 80, mas esse longa mais recente eleva o debate relacionado ao potencial do cinema em geral. É uma obra pipoca, de arte e autoral como poucas conseguiram ser até hoje. Parabéns para George Miller.

LigaMiller1

Aí lembrei que era o próprio Miller o diretor escalado para dirigir o filme nunca realizado da Liga da Justiça, que seria filmado em 2008. O Comic Book Movie relembra aqui a história de como esse filme quase chegou a acontecer e foi cancelado às vésperas do início das filmagens, já com o elenco escalado. Armie Hammer seria o Batman, D.J. Cotrona o Super-Homem e Adam Brody o Flash. A foto aqui de cima e essa outro logo a seguir mostram o elenco reunido em uma festa.

LigaMiller2

O projeto só não saiu do papel por causa da greve dos roteiristas que rolou em fevereiro de 2008. O filme foi cancelado e produtores a atores seguiram seus caminhos. Claro, no final das contas poderia ter sido uma patetada imensa, um passo maior do que as pernas por parte de Miller e da Warner. Mas aí sai esse Mad Max novo…você não fica com a pulga atrás da orelha pensando o que poderia ter sido? Tivesse saído do papel, hoje a DC não teria personalidade e importância em Hollywood assim como a Marvel? Tudo impossível de saber. Agora, se o cancelamento do filme da Liga beneficiou de alguma forma a produção de Estrada da Fúria, o sacrifício da produção dos super-heróis não terá sido em vão.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: