Vitralizado

Chris Ware / HQ

Lambiek: a loja de quadrinhos mais antiga da Europa

Lambiek1

No final do ano passado estive durante um dia com duas amigas em Amsterdã. Para aproveitarmos o dia juntos, cada um escolheu um programa. Queria muito ter visitado o Museu Van Gogh, mas pra conseguir conhecer o lugar com calma ia precisar de um tempo que não podia gastar aquele dia. Optei por visitar a Lambiek, uma das lojas de quadrinhos mais famosas do mundo e a mais antiga da Europa, segundo seus donos, fundada em 1968. Dá uma boa caminhada, mas saindo a pé da estação de trem de Amsterdã, dá pra chegar na loja em cerca de meia hora, no número 132 da Kerkstraat. Aliás, o endereço atual não é o original da Lambiek, todos os outros três ficam na mesma rua, nos números 78, 104 (a primeira sede) e 119.

Lambiek2

Semana passada eu falei da Forbidden Planet e a Lambiek é o extremo oposto da rede britânica. A loja é focada em quadrinhos europeus e gibis independentes de várias partes do mundo. Lá também tem algumas opções de encadernados americanos, logo na entrada da loja, mas tudo ocupando pouco menos de dez prateleiras pequenas. No site da Lambiek dá pra ler a história da loja, que foi criada por uma das maiores autoridades holandesas de quadrinhos, Kees Kousemaker. Ele morreu em 2010 e, também no site, dá pra ver algumas fotos dele com quadrinistas como Will Eisner, tiras com ele e imagens de algumas exposições que a loja já hospedou.

Lambiek3

O espaço da Lambiek é bem grande. São dois ambientes: um para os quadrinhos e outro para exposições, pôsteres e algumas poucas estátuas. A princípio, as revistas e álbuns estariam distribuídas em ordem alfabética, mas não funciona bem assim, é um quase caos que exige um certo esforço dos clientes. Mas nada muito difícil pra quem saca de quadrinho e tendo alguma dúvida é só falar com os atendentes. Quando estive lá conversei com um dos funcionários mais antigos da loja, Klass Knol. Ele trabalha lá desde os anos 80 e hoje administra a loja junto com o filho de Kees Kousemaker. A loja também tem algumas prateleiras e mesas reservadas a alguns autores e lançamentos. Perguntei onde estavam os trabalhos do Chris Ware pra ver se tinha alguma coisa antiga, que eu nunca tinha lido. Depois de me mostrar todo o material deles, ele me sugeriu levar uma arte original do Ware, uma página de uma edição antiga da Acme Novelty Library, por 500 euros.

Lambiek4

Em 1996, quando o Chris Ware ainda não era tão famoso, os donos da Lambiek encomendaram pra ele um cartão da loja e o resultado foi o gibizinho das fotos logo abaixo. Tem apenas 10 páginas e alguns poucos centímetros, com uma história protagonizada pelo Superman do Ware. Na página da loja conta que um exemplar foi vendido recentemente por 50 dólares na Ebay, mas se você quiser um próprio é só fazer uma encomenda no site deles que o cartão vem de brinde. Não duvido nada de gente comprando qualquer coisa só pra ter uma cópia. Mas vale muito a visita ao vivo, principalmente às 6as, quando alguns quadrinistas locais costumam estar por lá para conversar e autografar algumas revistas.

LambiekWare1

LambiekWare2

3 comentários Lambiek: a loja de quadrinhos mais antiga da Europa

  1. erico

    Fui lá em 2009. Tentei regatear com o cara do caixa, mas ele falou que “I know Brazil. I know only rich people from Brazil come here.”

    Mas ganhei um catálogo dos 40 anos da loja 🙂

    Reply
  2. carol v.

    Quando fui em 2010 tava sem euros e eles não aceitavam cartão; consegui pagar uns postais com uma nota de dez reais que o moço aceitou porque achou bonita, rs. O cartãozinho-gibi veio na lábia. Soubesse que Chris Ware era Chris Ware não teria me desfeito dele assim tão fácil…

    (Ok, mentira, teria sim :))

    Reply
  3. Pingback: Amsterdam por acaso | A Pilha

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: