Vitralizado

Posts na categoria HQ

HQ

Estão abertas as inscrições para o curso Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras, no Sesc Pompeia, em SP

Estão abertas as inscrições para a próxima edição do curso Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras. Os quatro encontros serão realizados no Sesc Pompeia, entre os dias 12 e 15 de fevereiro, sempre das 15h às 17h. Em seguida a uma primeira aula na qual eu faço um panorama sobre a cena brasileira de quadrinhos, os encontros seguintes contarão com a presença de convidados de peso: Wagner Willian (Bulldogma, O Maestro, O Cuco e A Lenda e O Martírio de Joana Dark Side), Raquel Vitorelo (Tilt, Kit Gay e Lilibel), Guilherme Kroll (Balão Editorial) e Douglas Utescher (Ugra Press). Você faz a sua inscrição aqui.

[[Confira aqui como foram as edições prévias do curso Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras]]

[[A arte do cartaz do curso é assinada pelo quadrinista Magenta King]]

Seja você quadrinista, editor, jornalista ou leitor, sua presença no curso será extremamente bem-vinda. O objetivo dos encontros é trocar ideias e experiências, bater papo e refletir sobre muito do que tá rolando no mercado brasileiro de HQs. Vamos? Ó a programação:

Curso: Os Ciclos Produtivos das HQs Brasileiras
Organizador: Ramon Vitral.
Convidados: Wagner Willian (Bulldogma, O Maestro, O Cuco e A Lenda e O Martírio de Joana Dark Side), Raquel Vitorelo (Tilt, Kit Gay e Lilibel), Guilherme Kroll (Balão Editorial) e Douglas Utescher (Ugra Press).
Data: 12 a 15/2.
Horário: das 15h às 17h.
Local: Sesc Pompeia.

O curso é um panorama das possíveis cadeias produtivas para a produção de uma história em quadrinhos no Brasil. Na primeira aula será apresentado um panorama das muitas cenas que compõem o universo dos quadrinhos brasileiros. O foco principal desse encontro será em obras, artistas e editoras que privilegiam produções autorais lançadas ao longo dos últimos cinco anos. A segunda aula contará com a presença de dois quadrinistas, a terceira com um editor e a quarta com um dono de uma loja especializada.

HQ

Nick Drnaso, por Chris Ware

Acabaram de subir no site da revista New Yorker um perfil dedicado ao quadrinista Nick Drnaso, autor das aclamadas Sabrina e Beverly. O texto é assinado pelo jornalista D.T. Max e ainda vem acompanhado de um retrato do artista feito pelo quadrinista favorito aqui do blog, Chris Ware. A ilustração você saca aqui em cima e o texto você lê clicando aqui. Aliás, aproveito a deixa pra perguntar: quem vai publicar Nick Drnaso aqui no Brasil? Ou esse vai ser mais um daqueles casos que só vai dar as caras daqui uns 20 anos, quando o hype estiver em baixa?

HQ

Estão abertas as inscrições para a edição de 2019 do Prêmio Dente de Ouro

Estão abertas até o dia 31 de janeiro as inscrições para a edição de 2019 do Prêmio Dente de Ouro, organizado pelos responsáveis pela Dente – Feira de Publicações, de Brasília. A premiação é dividida em três categorias de publicações impressas (Zine, Quadrinhos e Poesia) e o vencedor de cada uma delas leva R$ 1 mil. 

Podem ser inscritas publicações lançadas entre 2018 e o último dia de janeiro de 2019 e o anúncio das obras vencedoras ocorre na próxima edição da feira Dente, marcada para o próximo mês de junho. Você acessa aqui o formulário de inscrição e confere aqui as regras para participar do prêmio. Detalhe importante: a taxa de inscrição por obra é de R$ 20, mas estão isentos das taxas pessoas negras, indígenas, trans e com diversidade funcional.

E ó, fico feliz em contar que estarei no júri da categoria Quadrinhos do Prêmio Dente de Ouro em 2019, junto com um dos organizadores da feira Dente, Heron Prado, e com a jornalista, pesquisadora e tradutora Dandara Palankof. Tremenda responsabilidade.  E aí, já fez a sua inscrição?

Cinema / HQ / Séries

Vitralizado #75 – 12.2018

E aí! Tô aqui, de volta, de leve e sem pressa. Em breve as coisas ficam agitadas com novidades sobre o Prêmio Grampo 2019 e alguns projetos paralelos do blog, mas uma coisa de cada vez. Dou início às atividades do Vitralizado em 2019 com o sumário do que rolou de mais importante no último mês de 2018. O foco de dezembro foi a retrospectiva dos 12 meses anteriores, mas também teve espaço para entrevistas que você só encontra por aqui. A seguir, os principais destaques do 75º mês de existência do site:

(A arte que abre o post é de Buda, do Osamu Tezuka. Tirei ela lá do Osamu Tezuka’s Panels)

*A Retrospectiva Vitralizado 2018 foi composta por 39 posts. Nela eu lembrei as minhas leituras de quadrinhosmais marcantes do ano passado, comentei alguns ocorridos e chamei atenção para os principais posts do blog em 2018;

*Publiquei por aqui a íntegra da minha entrevista com o quadrinista americano Jeff Smith, autor de Bone. No papo ele falou sobre a origem do quadrinho e a decisão de relançar a série em cores – versão que teve o primeiro de três volumes publicados por aqui pela Todavia;

*Também bati um papo com Clarice G. Lacerda, Ing Lee e Maria Trika, editoras da revista A Criatura, primeira publicação do selo A Zica;

*Entraram no ar os dois últimos posts da série Thiago Souto e a Av. Paulista, na qual o quadrinista comenta as inspirações dele que resultaram em Por muito tempo tentei me convencer de que te amava, HQ publicada pela Balão Editorial e na qual eu trabalhei como editor. Aliás, fica o registro: o quadrinho foi lançado na Ugra no dia 15 de dezembro, com mediação do jornalista Thiago Borges;

*Você leu o especial com os autores da revista Porta do Inferno? Eu entrevistei o editor/quadrinista Lobo Ramirez e ele deu continuidade à conversa com breves entrevista com os outros cinco artistas da publicação;

>> Veja o que rolou no Vitralizado #74 – 11.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #73 – 10.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #72 – 09.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #71 – 08.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #70 – 07.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #69 – 06.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #68 – 05.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #67 – 04.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #66 – 03.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #65 – 02.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #64 – 01.2018;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #63 – 12.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #62 – 11.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #61 – 10.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #60 – 09.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #59 – 08.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #58 – 07.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #57 – 06.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #56 – 05.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #55 – 04.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #54 – 03.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #53 – 02.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #52 – 01.2017;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #51 – 12.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #50 – 11.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #49 – 10.2016;
>> Veja o que rolou no Vitralizado #48 – 09.2016.

HQ

## Retrospectiva Vitralizado 2018 ## Papos, conversas e entrevistas

Encerro hoje a Retrospectiva Vitralizado 2018 e interrompo as atividades do blog por uns dias até o início de 2019.

Dos 258 posts do Vitralizado no ano que chega ao fim, 37 foram dedicados a entrevistas – além dos especiais para os projetos com os quadrinistas Thiago Souto e Jão e as conversas com os autores da Série Postal. Como devo ficar por volta de uns dez dias com a casa fechada, reuni todos os papos que publiquei por aqui entre janeiro e dezembro de 2018 pra não faltar conteúdo procê até o início de 2019.

Paro por aqui, agradeço a leitura e desejo uma ótima passagem de ano pra todos nós. Inté!

Emilio Fraia * Michael DeForge * Alexandre de Maio * Panhoca * Lobo Ramirez * Shiko * Nate Powell * Andrew Aydin e John Lewis * Amanda Paschoal Miranda * Celio Cecare * Jéssica Groke * Verônica Berta * Marcio Jr. * Ramón K. Perez * Charles Burns * Tom Rachman * Dave McKean * Seth * Sonny Liew * Marcio Jr. e Fabio Zimbres * Érico Assis * Luiz Navarro, Marcos Batista e João Perdigão * Gabriel Góes, Oriol Barberà e Batista * Aline Zouvi * Manuele Fior * Guy Delisle * Paulo Floro * Kate Evans * Odyr * Felipe Portugal * Rogério de Campos * João Pinheiro e Diego Gerlach * Wagner Willian * Lobo Ramirez, Luiz Berger, Emily Bonna, Victor Bello, Diego Gerlach e Abraham Diaz * Clarice G. Lacerda, Ing Lee e Maria Trika * Jeff Smith.

Especiais
Thiago Souto e a Av. Paulista * PARAFUSO ZERO – Expansão: Bastidores.

Série Postal 2018
Alexandre S. Lourenço * Raquel Vitorelo * Cecília Silveira * Deborah Salles * Diego Gerlach.

HQ

## Retrospectiva Vitralizado 2018 ## Leituras recomendadas 2018

Chego ao final de 2018 com o mesmo balanço dos últimos anos: li quadrinho pra caramba, mas menos do que gostaria. Não li mais por tentar levar uma vida que não fique limitada às HQs e por não dar conta de tudo que sai. Não acho que ninguém deva ler tudo o que chega às livrarias (não acredito que isso seja financeiramente viável) e considero importante a aposta em filtros pessoais. Estou sempre aberto ao novo e disposto a dar o benefício da dúvida a obras de gêneros com os quais eu possa ter alguma resistência, mas tendo a investir nos mesmo critérios pessoais e abstratos que direcionam a linha editorial do Vitralizado.

Andei listando na retrospectiva anual do blog algumas das obras que mais me chamaram atenção e que mais renderam conteúdo no site nos últimos 12 meses. Agora, eu reúno essas publicações a outras que li com prazer e sobre as quais gostaria muito de ter comentado, mas os instantes de seus lançamentos não ajudaram. Listo a seguir, em ordem alfabética, algumas recomendações de leitura de quadrinhos de 2018. São os títulos publicados entre janeiro e dezembro do ano que chega ao fim que mais me impactaram. Ó:

*Ânsia Eterna (Sesi – SP), por Verônica Berta;
*A Arte de Charlie Chan Hock Chye (Pipoca & Nanquim), por Sonny Liew;
*Asa Quebrada (Veneta), por Antonio Altarriba e Kim;
*ASTERÓIDES – Estrelas em Fúria (Escória Comix e Ugra Press), por Lobo Ramirez;
*Aterro (independente), por Roger Vieira;
*Ayako (Veneta), por Osamu Tezuka;
*Black Dog: Os Sonhos de Paul Nash (DarkSide Books), por Dave McKean;
*Billy Soco!™ – Guernica #1 (Beleléu), por Gabriel Góes e Diego Gerlach;
*Bone: O Vale ou Equinócio Invernal (Todavia), por Jeff Smith;
*Cadafalso (Mino), por Alcimar Frazão e convidados;
*Cavalo de Teta #2 (independente), por João Pinheiro, Alves, Diego Gerlach, MZK e Schiavon;
*Cinco Mil Quilômetros por Segundo (Devir), por Manuele Fior;
*Cintaralha Comix #1 (independente), por Kainã Lacerda;
*Cintaralha Comix #2 (independente), por Kainã Lacerda;
*Como uma Luva de Veludo Moldada em Ferro (Nemo), por Daniel Clowes;
*Conto de Areia (Pipoca & Nanquim), por Ramón K. Perez, Jim Henson e Jerry Juhl;
*Crimes e Castigos (Figura), por Carlos Nine;
*Desenhados um Para o Outro (Companhia das Letras), por Robert Crumb e Aline Crumb;
*Durma Bem, Monstro (independente), por Alexandre S. Lourenço;
*Eles Estão Por Aí (Todavia), por Bianca Pinheiro e Greg Stella;
*A Entrevista (Mino), por Manuele Fior;
*Enxaqueca (independente), por Felipe Parucci;
*Firehose! (independente), por Paulo Crumbim;
*Fugir – O Relato de um Refém (Zarabatana Books), por Guy Delisle;
*Fun Home (Todavia), por Alison Bechdel;
*Garotos do Reservatório (Mino), por Célio Cecare e Fábio Cobiaco;
*Granizo (Ugra Press), por Felipe Portugal;
*Hibernáculo (independente), por Amanda Miranda Paschoal;
*O Idiota (Companhia das Letras), por André Diniz;
*A Irmandade Bege (independente), por Roger Cruz;
*Jeremias: Pele (Panini Comics), por Rafael Calça e Jefferson Costa;
*Kettling! (independente), por Paulo Crumbim;
*Know-Haole # 8 (Vibe Tronxa Comix), por Diego Gerlach;
*Lafa nas eleições (independente), por Lafa;
*Lilibel (independente), por Raquel Vitorelo;
*Lobo Solitário (Panini Comics), por Kazuo Koike e Goseki Kojima;
*Máquinas Não Choram (independente), por Renato Quirino e André Turtelli;
*A Marcha – Livro 1: John Lewis e Martin Luther King em Uma História de Luta Pela Liberdade (Nemo), por John Lewis, Andrew Aydin e Nate Powell;
*O Martírio de Joana Dark Side (Texugo), por Wagner Willian;
*Massa Véio (independente), por Rodrigo Okuyama;
*Me Leve Quando Sair (independente), por Jéssica Groke;
*Messias & Messias (revista piauí), por Andrício de Souza;
*Minha Casa Está um Caos (Coleção Des.Gráfica), por Deborah Salles e Sofia Nestrovski;
*Mort Cinder (Figura), por Alberto Breccia e Héctor Oesterheld;
*Música para Antropomorfos (Zarabatana Books), por Fabio Zimbres e Mechanics;
*Novo Amanhecer – Terceira Temporada (independente), edição: Gabriel Góes, Oriol Barberà e Batista;
*Novo Lobo Solitário (Panini Comics), por Kazuo Koike e Hideki Mori;
*A Origem do Mundo (Companhia das Letras), por Liv Strömquist;
*Um Pedaço de Madeira e Aço (Pipoca & Nanquim), por Chabouté;
*Partir (Coleção Des.Gráfica), por Grazi Fonseca;
*O Perfeito Estranho (Veneta), por Bernie Krigstein;
*Pluto (Panini Comic), por Naoki Urasawa;
*Porta do Inferno (Escória Comix e Gordo Seboso), por Lobo Ramirez, Luiz Berger, Emily Bonna, Victor Bello, Diego Gerlach, Abraham Diaz;
*quartabê – lição #2: dorival, por Deborah Salles;
*QP (Lote 42), por Power Paola;
*Rapsódia para Máquina Operatriz (Coleção Des.Gráfica), por Ian Indiano;
*Raul (Elefante), por Alexandre De Maio;
*Revista Pé-de-Cabra (independente), edição: Panhoca;
*Refugiados – A Última Fronteira (DarkSide Books), por Kate Evans;
*A Revolução dos Bichos (Companhia das Letras), por Odyr;
*Roly Poly (Mino), por Daniel Semanas;
*Schadenfreude!, (independente), por Paulo Crumbim;
*Sem Volta (Companhia das Letras), por Charles Burns;
*Só Ana (independente), por Renata Nolasco;
*Soco! Volume 2 – Billy Soco no Inferno (Cosmos), por Gabriel Góes;
*Sonoria (independente), por Bruno Pirata;
*Tekkon Kinkreet (Devir), por Taiyo Matsumoto;
*A Terra dos Filhos (Veneta), por Gipi;
*Tilt (independente), por Raquel Vitorelo;
*Todos os Santos (Veneta), por Marcello Quintanilha;
*Ugrito #15 – Incontinência Tripária (Ugra Press), por Victor Bello;
*Ugrito #16 – Ruído (Ugra Press), por Paulo Crumbim;
*Ugrito #17 – Óleo Sobre Tela (Ugra Press), por Aline Zouvi;
*Uma Irmã (Nemo), por Bastien Vivès;
*Vagabond (Panini Comics), por Takehiko Inoue;
*Vagabundos no Espaço (Draco), por Raphael Salimena;
*A Vida é Boa, Se Você Não Fraquejar (Mino), por Seth;
*A Vida Não Me Assusta (independente), por Juscelino Neco;
*A Zica #5 (independente), edição: Luiz Navarro, Marcos Batista e João Perdigão;
*Weird Comix #7 (independente), por Fabio Vermelho;
*Weird Comix #8 (independente), por Fabio Vermelho.

-Incluo ainda dois projetos que contaram com o meu envolvimento no papel de editor, mas coerentes com a lista de obras recomendadas acima:

*Por muito tempo tentei me convencer de que te amava (Balão Editorial), por Thiago Souto;
*Série Postal 2018 (independente), por Alexandre S. Lourenço, Raquel Vitorelo, Cecilia Silveira, Deborah Salles e Diego Gerlach.

-Também listo a seguir mais algumas obras lançadas em 2018 que ainda não li, mas que não duvido que ainda possam estar entre as minhas preferidas do ano:

*Akira #2 (JBC), por Katsuhiro Otomo;
*Akira #3 (JBC), por Katsuhiro Otomo;
*Beowulf (Pipoca & Nanquim), por Santiago García e David Rubín;
*Dinâmica de Bruto #2 (Maria Nanquim), por Bruno Maron;
*Ex Apparatus: Neo Luddens Front (independente), por Daniel Lopez e Rafael Triandopolis;
*Gus #4 – Feliz Clem (Sesi – SP), por Christophe Blain;
*Mar Menino (independente), por Paulo Moreira;
*A Noite dos Homens-Peixe (independente), por Gabriel Dantas e Juscelino Neco;
*O Relatório de Brodeck (Pipoca & Nanquim), por Manu Larcenet.