Vitralizado

Posts por data Abril 2014

Cinema

Next Goal Wins, um filme sobre a seleção da Samoa Americana

NextGoalWins

A seleção da Samoa Americana sofreu a maior derrota da história do futebol em 2001, ao perder de 31 a 0 para a Austrália, nas eliminatórias para a Copa de 2002. Em um intervalo de 17 anos o time só marcou dois gols e eles perderam todos os jogos oficiais que disputaram. Os cineastas Mike Brett e Steve Jamison acompanharam a campanha do time nas eliminatórias para a Copa no Brasil e transformaram no documentário Next Goal Wins, com estreia marcada para a próxima semana aqui na Inglaterra. No Imdb não consta nenhuma previsão de estreia no Brasil. Promete muito. Saca só o trailer:

Cinema

O elenco de Star Wars: Episódio VII

O elenco principal do próximo Star Wars tá na foto aqui em cima. Ela foi divulgada hoje junto com o release abaixo. Além dos atores da trilogia original (Harrison Ford, Carrie Fisher, Mark Hamill, Anthony Daniels, Peter Mayhew e Kenny Baker), também estarão no filme: John Boyega, Daisy Ridley, Adam Driver, Oscar Isaac, Andy Serkis, Domhnall Gleeson e Max von Sydow.

The Star Wars team is thrilled to announce the cast of Star Wars: Episode VII.

Actors John Boyega, Daisy Ridley, Adam Driver, Oscar Isaac, Andy Serkis, Domhnall Gleeson, and Max von Sydow will join the original stars of the saga, Harrison Ford, Carrie Fisher, Mark Hamill, Anthony Daniels, Peter Mayhew, and Kenny Baker in the new film.

Director J.J. Abrams says, “We are so excited to finally share the cast of Star Wars: Episode VII. It is both thrilling and surreal to watch the beloved original cast and these brilliant new performers come together to bring this world to life, once again. We start shooting in a couple of weeks, and everyone is doing their best to make the fans proud.”

Star Wars: Episode VII is being directed by J.J. Abrams from a screenplay by Lawrence Kasdan and Abrams. Kathleen Kennedy, J.J. Abrams, and Bryan Burk are producing, and John Williams returns as the composer. The movie opens worldwide on December 18, 2015.

Cinema / HQ / Marvel

O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro

HA2-1

Acho que li os principais clássicos do Homem-Aranha. Os anos de Stan Lee com o personagem e outros arcos memoráveis, como A Última Caçada de Kraven. Também li muita porcaria, principalmente no começo dos anos 90, quando era mais novo e meu senso crítico não era dos mais apurados. Não sinto muita simpatia pela atual trama da revista do personagem: o Doutor Octopus dominou a mente de Peter Parker e vem agindo como Homem-Aranha há um ano. Mas é puro preconceito, pois não li. No entanto, estive em uma palestra do atual roteirista da série e responsável por esse enredo esquisito, Dan Slott. Um comentário do autor foi no ponto do que penso dessa segunda leva de filmes protagonizados por Peter Parker. Segundo ele, o elenco de O Incrível Homem-Aranha de Marc Webb é muito superior ao dos filmes dirigidos por Sam Raimi, mas as tramas não oferecem um terço do carisma dos longas estrelados por Tobey Maguite e Kirsten Dunst. O Espetacular Homem-Aranha 2 só reforça essa teoria.

HA2-2

Peter Parker vive assombrado pela promessa feita pelo capitão George Stacy: pouco antes de morrer, ele proibiu o herói de continuar seu namoro com Gwen Stacy, filha do policial. Ao mesmo tempo, o cientista milionário Norman Osborne morre e seu filho Harry volta da Europa para herdar sua fortuna. Ele descobre que o sangue do Homem-Aranha possui a cura da doença que matou seu pai e está presente em seus genes. Além disso tudo, um ex-funcionário de Osborn, vítima de um acidente que o transforma no vilão Electro, quer se vingar de uma humilhação pública imposta pelo herói. É muita trama para pouco tempo. Ainda relacionam a morte dos pais de Peter à origem dos poderes do Homem-Aranha, tirando toda a graça da origem banal do personagem. As cenas de ação são boas, os efeitos também e gosto como alguns elementos do universo do herói são introduzidos sem muito alarde – como os prováveis vilões dos próximos filmes da série. O clímax da produção é o ponto alto, mas principalmente pela simpatia de Andrew Garfield e Emma Stone. Já o Electro de Jamie Foxx não faria feio junto aos vilões do Batman & Robin de Joel Schumacher.