Vitralizado

Posts por data Fevereiro 2013

Cinema

Sin City versão verde

O Robert Rodriguez liberou as filmagens originais de Sin City. O filme completo com o fundo verde numa versão acelerada, sem os efeitos especiais qualquer cenário em preto e branco . No final das contas, nada muito diferente do que deve ser gravar um novo episódio de Star Wars ou algo do tipo.

Séries

39 dias para a 6ª temporada de Mad Men – O carrossel

A sexta e penúltima temporada de Mad Men começa dia 7 de abril. Por enquanto, o programa só não supera Sopranos no meu top 5 de séries – ainda tô na 2a temporada de Breaking Bad, em ascensão na minha lista, com Twin Peaks e Lost embolados nas outras colocações. Tentarei manter por aqui uma contagem regressiva com algumas boas cenas da série, uma seleção aleatória e em sequência deliberada por aquele que aqui vos escreve. Começo com um dos pontos altos de Don Draper, em sua epifania sobre nostalgia no último episódio da primeira temporada.

“Nostalgia – it’s delicate, but potent. Teddy told me that in Greek, “nostalgia” literally means “the pain from an old wound.” It’s a twinge in your heart far more powerful than memory alone. This device isn’t a spaceship, it’s a time machine. It goes backwards, and forwards… it takes us to a place where we ache to go again. It’s not called the wheel, it’s called the carousel. It let’s us travel the way a child travels – around and around, and back home again, to a place where we know are loved.”

Cinema

Creative Nonfiction, de Lena Dunham, na íntegra

Fico cada vez mais confuso em relação a Lena Dunham. Girls tem episódios sensacionais e outros que não consigo entender bem a razão de ser. Todo mundo sempre lembra daquela frase em que a Hannah diz ser ‘uma voz de uma geração’ e talvez seja o maior mérito de sua interprete: ela não almeja ser o expoente de sua geração, mas é uma boa representante dos seus contemporâneos. Antes de Girls ela fez Tiny Furrnitures e Creative Nonfiction, esse último tá disponível na íntegra no youtube. Ainda nem vi, sei lá se é bom, mas taí:

Cinema

Indomável Sonhadora

Escrevi pro Divirta-se sobre a estreia de Indomável Sonhadora, o último dos candidatos a melhor filme do Oscar 2013 a entrar em cartaz por aqui.

A história de Indomável Sonhadora se passa no sul do estado americano da Louisiana, uma região próxima ao Golfo do México, que está na rota de um furacão. Os habitantes da comunidade, conhecida como A Banheira, insistem em não deixar o local apesar do risco de serem levados pela água durante a tempestade. Lá, em condições de pobreza extrema, moram Hushpuppy, de 6 anos, e seu pai, Wink.

Apesar da pouca idade, Hushpuppy tem grandes preocupações: o furacão a caminho, o pai doente, a comida escassa. Sem contar a falta da mãe, que abandonou a família. Na cabeça da garotinha, o deslocamento das peças que compõem o seu cotidiano poderá fazer todo o universo entrar em colapso. Seus medos se materializam no despertar de criaturas pré-históricas conhecidas como auroques – devoradoras de crianças, segundo sua professora.

O apelo fantástico e a história contada sob a perspectiva infantil aproximam o filme de outros protagonizados por crianças e que dialogam com os temores do mundo adulto – como ‘Onde Vivem os Monstros’ (2009) – e das animações do diretor japonês Hayao Miyazaki (‘A Viagem de Chihiro’, 2001, e ‘O Castelo Animado’, 2004).

A impressionante Hushpuppy de Quvenzhané Wallis dá proporções épicas ao filme, que marca a estreia na direção de longas-metragens do cineasta Benh Zeitlin, de 30 anos. Intercalando momentos de serenidade e fúria com a mesma intensidade, ‘Indomável Sonhadora’ é a pérola independente da temporada 2012/2013 do cinema americano. Parcialmente financiado via crowdfunding (doações pequenas realizadas pela internet), seu custo total foi de menos de US$ 2 milhões. O elenco é quase inteiramente composto por não-atores e a protagonista – brilhante – tinha apenas cinco anos no início das filmagens. E sua estreia ainda marca um feito: coloca em cartaz nas salas paulistanas todos os nove indicados ao Oscar de melhor filme. ‘Indomável’ concorre ainda nas categorias de diretor, atriz (Quvenzhané) e roteiro adaptado.


Notice: Undefined index: email in /home/vitralmanager/vitralizado.com/wp-content/plugins/simple-social-share/simple-social-share.php on line 74