Vitralizado

Posts por data junho 2017

Cinema / HQ

Escafandro Podcast – S02E01: The Dog Dies! Trailers e a cultura de spoilers

O Escafandro Podcast está de volta! Eu e os meus amigos Jairo Rodrigues e André Graciotti demos início à segunda temporada do programa. Na edição de abertura aproveitamos o lançamento do novo Homem-Aranha pra falar sobre a relação entre trailers e spoilers. Falamos sobre algumas escolas de trailers e algumas prévias cagadas produzidas ao longo dos últimos anos por Hollywood. Você escuta o programa no player a seguir e pode baixar a edição lá no nosso tumblr – onde também estão os nossos cinco episódios prévios. Dá o play:

HQ

Amanhã (1/7) é dia de lançamento da reedição do clássico As Aventuras de Glaucomix, parceria de Marcatti com Glauco Mattoso

As Aventuras de Glaucomix é desses clássicos dos quadrinhos brasileiros sobre o qual sempre ouvi falar, mas nunca li. Daí que o pessoal do site Pararraios Comics fez uma parceria com a editora Córrego para republicar o álbum, adaptação do livro Manual do Pedólatra Amador do Glauco Mattoso, com roteiro assinado pelo próprio autor, e desenhos do mestre Marcatti. O livro será lançado amanhã (1/7), a partir das 15h, na loja da Ugra aqui em São Paulo. Esse é pra ir mesmo, viu? As instruções de horário e endereço você confere lá na página do evento – de onde roubei a imagem aqui em cima.

glaucomix

HQ

A capa do 1º número da Cavalo de Teta

Já expliquei por aqui qualé a da Cavalo de Teta: projeto do João Pinheiro em parceira com MZK, Diego Gerlach, Schiavon e Evandro Alves. Segundo o idealizador da obra, “um gibi na medida pro nosso atual Brasil Fazendão”. Enfim, esse prólogo todo só pra dizer que o João Pinheiro acabou de divulgar a capa da publicação, essa pérola aqui em cima estrelada pelo aspirante a presidente. O lançamento da HQ será no Ugra Fest 2017 e você encontra aqui as instruções pra como encomendar sua edição.

HQ

Vitralizado Recomenda #0011: Paciência (Nemo), por Daniel Clowes

O trabalho mais recente do quadrinista Daniel Clowes finalmente é publicado no Brasil. Paciência (Nemo) reúne todos os elementos que fazem de seu autor um dos artistas mais inventivos e interessantes dos quadrinhos mundiais. A obra conta a história de Jack Barlow, homem desiludido com a morte de sua esposa no ano de 2012 que acabada tendo acesso a uma máquina do tempo em 2029 e parte pelo espaço-tempo em busca do autor do crime.

As cores chapadas habituais dos trabalhos de Clowes estão presentes no álbum, assim como seu traço característico e seus designs de páginas pouco inventivos mas extremamente eficazes. Todos esses elementos funcionam em conjunto para evidenciar o que Clowes faz de melhor: construir personagens únicos e tramas totalmente singulares. Mais um clássico do quadrinista – mas não “a obra mais peculiar de Clowes” como consta em uma das orelhas da bela edição da Nemo. Sim, talvez seja uma das melhores, mas a mais intrínseca e peculiar continua a ser Como Uma Luva de Veludo Moldada em Ferro.

HQ

Marcatti 40: exposição no Ugra Fest 2017 homenageia os 40 anos de carreira do lendário Marcatti

Um dos destaques do Ugra Fest 2017 é a exposição Marcatti 40, celebrando os quarenta anos de carreira do mais lendário quadrinista independente brasileiro, Marcatti. O Douglas e a Dani Utescher da Ugra convidaram 40 artistas nacionais para criarem suas versões do mais famoso personagem do Marcatti, Fráuzio, e as artes estarão expostas no SESC Belenzinho nos dias 8 e 9 de julho. Eu estou trabalhando na divulgação do festival, por isso conversei com algumas das pessoas envolvidas na mostra e também com o próprio Marcatti para escrever o release do evento. Segue a íntegra do meu texto junto com a arte produzida pelo Luiz Berger para a exposição e a lista completa com todos os artistas participando da homenagem:

 

Marcatti 40

Exposição no Ugra Fest 2017 homenageia os 40 anos de carreira do Marcatti

Os quarenta anos de carreira do mais importante quadrinista independente e underground brasileiro serão celebrados no Ugra Fest 2017, marcado para os dias 8 e 9 de julho de 2017 no SESC Belenzinho de São Paulo. A exposição Marcatti 40 reúne quarenta interpretações feitas por quadrinistas nacionais do principal personagem criado por Marcatti, o lendário Fráuzio. “Ele representa de certa forma toda a putaria que eu faço”, afirma o autor. Dentre os nomes participando da mostra estarão membros de diferentes vertentes e gerações da cena brasileira de quadrinhos, como Fábio Zimbres, Juscelino Neco, Pablo Carranza, Germana Viana e Paulo Crumbim. Realizada no mesmo espaço da feira do Ugra Fest, a exposição também terá entrada gratuita.

Fráuzio surgiu na cabeça de Marcatti no final dos anos 90 como protagonista de um game nunca finalizado pelo autor. O personagem acabou ganhando uma revista própria e homônima em 2001, publicada pela Editora Escala e com a robusta tiragem de 35 mil exemplares mensais. Sem qualquer aviso de classificação etária em suas páginas e baratíssima, a publicação chegou ao fim após seis números por conta da reclamação de pais incomodados com o material consumido pelos filhos.

“Eu estraguei muitas infâncias”, brinca Marcatti. “O primeiro número custava um real, mais barato que Turma da Mônica, a revista do Cascão custava R$ 1,50. Sujeira por sujeira, muitas crianças preferiram o Fráuzio”, diz o autor em meio a risos.

Na avaliação de Douglas Utescher, um dos organizadores da Ugra Fest e também um dos curadores da Marcatti 40, a história do quadrinista é singular nas HQs nacionais. “O que eu tenho de vida esse cara tem de quadrinhos, e sempre independente, sempre fiel à sua visão e ao seu estilo”, diz Utescher. Coube a ele, a Daniela Utescher e ao próprio Marcatti a seleção dos artistas convidados para a criação de suas versões de Fráuzio.

conferido_luiz_berger

“O Marcatti é o maior punk dos quadrinhos brasileiros”, avalia o quadrinista Camilo Solano, autor de um dos trabalhos em exposição. “Além de ser um grande artista, eu o admiro pelo amor com que produz suas obras e o quanto ele acredita no que faz. Para fazer as histórias sem ninguém encher o saco, ele é responsável por todo o processo de produção de um livro”, afirma Solano, lembrando o fato do homenageado criar, imprimir e montar suas publicações dentro de sua própria casa.

“O nome do Marcatti é muito importante para qualquer quadrinista que continua lutando com o mercado independente”, diz o autor de outra das obras que estarão em exposição no SESC Belenzinho, o quadrinista Elcerdo. “Ele é uma referência do do it yourself. Mesmo já tendo trabalhado e feito parte do grande mercado, seu conhecimento e processo de trabalho atual é de invejar”, analisa o artista.

De acordo com Douglas Utescher, a promessa é de artes refletindo todo o humor, o talento e a escatologia associados ao trabalho de Marcatti. “Ele é muito querido por seus pares, então estão todos caprichando bastante. Ao mesmo tempo, lidar com um universo tão bizarro e peculiar como o do Marcatti parece ter aguçado bastante a imaginação de todo mundo”, instiga o curador.

Confira a lista completa dos artistas participantes da exposição Marcatti 40:

Al Stefano, André Diniz, André Toral, Bira Dantas, Camilo Solano, Chico Felix, Escape HQ, Fabiane Langona, Fábio Zimbres, Felipe Bezerra, Flávio Luíz, Floreal, Franco de Rosa, Galvão Bertazzi, Germana Viana, Gilmar Machado, Guilherme Petreca, Juscelino Neco, Kellen Carvalho, Kiko Garcia, Laudo Ferreira, Lobo Ramirez, Luciano Salles, Luiz Berger, Marcos Batista, Miolo Frito, Pablo Carranza, Paulo Batista, Paulo Crumbim, Pedro Cobiaco, Pedro D’Apremont, Pietro Luigi, Ruis Vargas, Shiko, Thiago Ossostortos, Tiago Elcerdo, Victor Bello, Victor Freundt, Walmir Orlandeli e Will.

HQ

Cavalo de Teta #1: uma coletânea organizada por João Pinheiro sobre humor, política e experimentalismo em quadrinhos

O quadrinista João Pinheiro divulgou no Facebook um teaser do primeiro número da coletânea Cavalo de Teta. O álbum foi organizado pelo autor de Carolina e Burroughs e também conta com trabalhos de MZK, Diego Gerlach, Schiavon e Evandro Alves. A revista de 24 páginas será lançada no Ugra Fest 2017 e já está em pré-venda por R$15 (com retirada no evento) ou R$20 se enviada pelo Correio. O organizador do projeto explica aqui como fazer pra encomendar a edição.

O João Pinheiro não adiantou muito sobre o conteúdo desse primeiro número da Cavalo de Teta, mas disse ser um “gibi na medida pro nosso atual Brasil Fazendão”. Ele também explicou rapidinho como escolheu os autores do projeto e falou sobre os temas das HQs: “Os manos que estão nessa são caras que eu gosto, que me alimentam e me trazem novamente aquele prazer de esperar a próxima edição. As HQs versam sobre o nosso momento político, humor e experimentalismo. É um retorno ao prazer de criar HQ por diversão e para diversão”. Promissor!

coalisao

cavalodeteta1

HQ

Arrecém: confira a capa e as primeiras páginas da HQ de Diego Gerlach para a 12ª edição da coleção Ugrito

O quadrinista Diego Gerlach assina a HQ da 12ª edição da coleção Ugrito da Ugra Press. O gibi foi batizado de Arrecém e será lançado na Ugra Fest 2017, com a presença já confirmada do autor (que também estará autografando o álbum Nóia – Uma História de Vingança). A capa do quadrinho é essa aqui em cima e mais abaixo você confere as duas primeiras páginas da edição.

Já li o quadrinho e adianto que é mais uma pérola da ótima fase pela qual Gerlach vem passando. Assim como nas edições mais recentes da série Know-Haole, Arrecém mescla uma ambientação urbana com uma trama conspiratória de ares sobrenaturais. Gosto muito como o ritmo da história fica ainda mais frenético pela ausência de sarjetas entre os quadros. Sério, deixa passar esse não.

miolo_ugrito_gerlach_1

miolo_ugrito_gerlach_2

HQ

Vitralizado Recomenda #0010: Linha do Trem – The Best Of (Editora Draco), por Raphael Salimena

Os responsáveis pela Editora Draco acertaram em cheio na publicação de uma coletânea dos quadrinhos de Raphael Salimena. Linha do trem – The Best Of apresenta algum dos melhores momentos do artista em seu site pessoal. Poucos quadrinistas brasileiros são capazes de expor os absurdos e as contradições da realidade brasileiras quanto Salimena – seja falando de política, Guerra nas Estrelas, religião ou Game of Thrones. O álbum tem potencial para constar em várias listas de melhores do ano no final de 2017.

HQ

Confira uma prévia de Nóia – Uma História de Vingança, HQ de Diego Gerlach pelos selos Escória Comix e Vibe Tronxa Comix

A Escória Comix publicou uma das minhas leituras preferidas de 2017 até o momento, Úlcera Vortex. Já o Diego Gerlach assinou duas edições matadoras da série Know Haole em 2016 – principalmente a já clássica EDUARDO CUNHA É O BANDIDO DA LUZ VERMELHA. Nóia – Uma História de Vingança é assinada por Gerlach e publicada pela Escória Comix. O gibi tem 52 páginas, será lançado no Ugra Fest 2017 e já está em pré-venda no site da editora, por R$ 20. Os responsáveis pela obra enviaram uma prévia do quadrinho aqui pro blog. Reproduzo as páginas a seguir, junto com a sinope da HQ. Saca a loucura:

“Brasil, 2018. Surge nas ruas imundas de São Paulo NÓIA, um vigilante impiedoso, capaz de indizíveis atos de violência contra punk rockers. Ele já foi um inocente garoto aristocrata chamado Raulzinho Mendelles, de sensíveis pretensões artísticas (que expressava através da prática do cosplay), mas que teve seu destino mudado definitivamente graças a um encontro fortuito com o dissoluto cartunista punk Luiz ‘El Bergo’ Berger em uma feira de quadrinhos alguns anos antes. Traumatizado, ele gradualmente se transforma num amargo vigilante, cansado da degradação urbana trazida por punk rockers. É então que decide partir para a sinistra, horrenda ação, numa onda de assassinatos conduzida por um homem só”.

2

teas2

teas3

teas4

teas5

teas10

teas11

teas12

teas13

teas14

capanoia

contracapa

HQ

Sábado (17/6) é dia de edição de dois anos da Faísca – Mercado Gráfico em Belo Horizonte

Sábado (17/6) também é dia de feira em Belo Horizonte. A edição de dois anos da Faísca – Mercado Gráfico está marcado para começar às 11h e ir até as 17h, no número 1600 da Rua Bernardo Guimarães da capital mineira. Já estive em uma das edições da Faísca e gostei muito do evento, com um filtro bastante interessante do que é a cena mineira de quadrinhos e publicações independentes. Se estiver em BH, recomendo a ida. E ó: os números 3, 4, 5 e 6 da Série Postal estão por lá, sendo distribuídos na barraca da produção da feira, só passar e pegar. Você confere aqui a programação do evento e a seguir a lista com os nomes de artistas e editoras que estarão presentes:

faisca2

faisca3